Saturday, October 4, 2008

1 mês de África

Hoje, Domingo - dia 05/10/2008 completo 1 mês em território Africano.



Vou tentar resumir em tópicos alguns momentos vividos durante essa aventura, além de explicar um pouco sobre o que vim fazer aqui na Libéria.

. Em junho me inscrevi em um processo seletivo para trabalhar pela Odebrecht na reconstrução de uma Ferrovia na Liberia - Africa



. Fui selecionado, sai do meu estágio, tranquei a faculdade e em setembro embarquei para essa aventura. Agradeço pelo apoio de todos os amigos, familares, pai e irmã e pessoal da GE.

. No Rio de Janeiro, o primeiro encontro com a equipe. Segue informações

-Floriano - Especialista Técnico - ainda não entendo NADA de ferrovia. Tenho como função apoiar na comunicação técnica entre os engenheiros brasileiros e pessoas dos mais diversos países. Após um certo período passamos a receber certas responsabilidades na gestão das equipes.



-Hadad e Thiago - Especialista Técnico - fazem o mesmo que eu. O primeiro é amigo da minha faculdade e curso e o segundo está terminando o curso de eng mec na Puc.



-Elton, Jocilio e Adao - Engenheiros e mestre de linha - Serão os responsáveis por tocarem a obra e trabalhando junto conosco, nos transmitem suas experiências...






. Escala em Lisboa e 1 dia em Bruxelas - Passeio pela cidade com o Jocilio e estadia num hotel que moraria o resto da minha vida.

.Xaveco recebido pela comissária da Bruxels Airlines. ( meu último contato com uma mulher top ) Gringa Europeia adora quem vai pra Africa com o pensamento de ajudar


. Chegada no aeroporto de Monróvia - Liberia ( palavras do Hadad: parece uma parada de ônibus do interior de Bahia ) Porém nunca vi tanto Helicóptero junto - todos da ONU


. Problemas na chegada:
40 minutos aguardando a liberação do visto
2 .40 h de viagem para fazermos 60 Km ( estrada boa viu ) ... alguns passaram mal ...

primeiros choques culturais ... vou explicar um pouco sobre as condições do país e os motivos que o levaram a este estado um pouco depois ...





.Condomio, casas, restaurante, colegas de trabalho, chefes ... com relação a tudo isso so tenho que elogiar. A estrutura aqui é realmente muito boa.



.Trabalho, dia a dia, praias e divertimento ... continuo depois ....

Um abraço e saudades de todos

9 comments:

Igor Martins said...

caracaaaa...!!! que foda!

Fica dando notícias, não esquece de atualizar!

abraços e tudo de bom!

ps. quando voltar, não esquece de trazer o goró daí! hahahahaha

Ira said...

Kitsa, :))could u write at least anything in English, pleeeease.... coz it's a bit complicated to understand:) and the pictures are nice, some of them are really perfect. Miss you A LOT. Kisses. Irina

Osvaldo said...

pelo visto ainda não perdeu a virgindade.

Bárbara Teles said...

atualiza isso aí filho!
bjooo

Fernandinha said...

farofaaaaa! hehehe
que trabalho bacana heim!! Noh, achei tudo de bom!!!
Mto sucesso! :)

Anonymous said...

Que legal...Sou brasileira e moro em sampa, sou casada com um liberiano mas ainda não tivemos a oportunidade de ir até lá...Adorei sua página.

Anonymous said...

Meu nome é Cibele Tavares, moro em são paulo e sou casada com um liberiano...realmente eles são incriveis...ainda não conheci o país mas estou grávida e quero ir lá assim que meu filho nascer...
cibele.tavares@hotmail.com
me escreva para trocarmos idéias...Boa Sorte.

Blogger Gilda Gardinni said...

Ola, meu nome e Gildecy Rogers sou casada com senhor Tony Rogers, que esta a 10 meses a espera de um visto para o brasil! Mais o Consulado Brasileiro em gana diz que eu fui paga para casar com ele e assim nao da o visto a meu marido! Tony viveu 28 anos nos estados unidos que abandonou para casar comigo. eu me casei atravez de uma procuraçao resumindo sou casada mais nao conheço meu marido por culpa do consulado brasileiro. sou reporte fotografico aqui no brasil abraço! O consulado Brasileiro trata africanos como cachorro. depois fala mal do consulado americano. que lastima!

Maria Aparecida said...

Você trabalha na Odebrecht, empresa que para mim é tudo de bom! trabalhei em Angola nela...e meu marido trabalha aqui no Maranhão na expansão da Ferrovia Carajás... muito mato! bem parecido com o que vc está vivendo...
Essa experiência vai ficar marcada para o resto da sua vida...
Quero ir morro de saudades...
Um abraço e muito sucesso!